Julho amarelo reforça o cuidado contra as hepatites virais

Julho amarelo reforça o cuidado contra as hepatites virais

No mundo, pelo menos 400 milhões de pessoas são infectadas pelos vírus das hepatites B e C

A campanha “Julho Amarelo” foi instituída no Brasil em 2019, para reforçar as ações de vigilância, prevenção e controle da doença. A Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) estima que, no mundo, pelo menos 400 milhões de pessoas são infectadas pelos vírus das hepatites B e C, causando 1,4 milhões de mortes por ano.

A hepatite é uma inflamação do fígado que pode ser causada por vírus ou pelo uso de alguns medicamentos, álcool e outras drogas, assim como por doenças autoimunes, metabólicas ou genéticas. Mas, os casos virais são os mais frequentes, mesmo existindo vacina.

Nem sempre a hepatite apresenta sintomas, quando aparecem, se manifestam na forma de cansaço, febre, mal-estar, tontura, enjôo, vômitos, dor abdominal, pele e olhos amarelados, urina escura e fezes claras. Nos casos mais graves pode levar a necessidade de transplante de fígado e até a óbito.

• Hepatite A – transmissão pode ser por via fecal-oral, por meio de água ou alimentos contaminados pelo vírus.
• Hepatite B – O segundo tipo com maior incidência, pode ser transmitido por contato sexual e contato sanguíneo.
• Hepatite C – Tem como principal forma de contágio o contato com sangue.
• Hepatite D – Ocorre em pacientes infectados pelo vírus da hepatite B.
• Hepatite E – É transmitida por via digestiva (transmissão fecal-oral).

Previna-se! Realize exames anualmente e vacine-se!


2019 - Instituto Alpha - Todos os direitos reservados | Admin
Skip to content